Quem sou Eu?

Queria sair por aí, sem hora pra voltar

Sem ter com o que me preocupar

Só com um rosário pra rezar.

Celebrar essa vida mundana

Que só te engana

Até na cama.

Chegar em casa e não dizer oi

Já foi

Já era

Nova era

Nova revolução

Nova noção.

Tenho vontade de rimar igual no rap

Mas eu não sei rimar

Minha rima é pobre

E como é que dizem?

Que pobre, preto e favelado não tem vez

E porque eu, que sou branca

Quero falar como uma negra?

Quero gritar como uma negra

Quero me pentear como uma negra

Andar como uma negra

Ter a alegria de uma negra.

Sou negra, com vitiligo

A sociedade me vê branca

Mas foda-se a sociedade

Preficro ser preta

Mesmo sem saber rimar.